Parabrisa Manutenção

Sua lente para o mundo

Existe uma parte importantíssima para a segurança, o design e o conforto de quem anda de carro: o vidro. Vocês conseguem imaginar um carro sem vidros? Afinal, são os vidros que mantém o vento, o frio, a chuva, a neve, a poeira, os insetos, a poluição, tudo isso para fora do carro.

O para-brisa é, de longe, vidro mais importante dos nossos carros. Ele protege os ocupantes do impacto de insetos, pedras, areia, chuva e do vento. E é ele que está diante dos seus olhos, entre eles e a pista.  Feito de vidro laminado, construído como um sanduíche, com uma camada de plástico entre duas camadas de vidro resistente. Este tipo de construção faz com que, quando quebrado, o vidro não se espalhe, evitando ferimentos aos passageiros.

 

Aqui vão algumas dicas para cuidar bem do seu para-brisas:

  • Troque as palhetas do limpador de para-brisas anualmente. Palhetas ressecadas não limpam bem o vidro, dificultando a visualização. Em alguns casos, elas podem até riscar o vidro. Se isso acontecer, a visibilidade será dificultada, especialmente dirigindo contra o sol. E lembre-se, ao comprar as palhetas, cuidado com o ano e modelo do seu carro. Usar palhetas de tamanho diferente das originais pode prejudicar a limpeza, riscar os vidros e até mesmo danificar o limpador e a lataria ao redor dos vidros.
  • Outra dica! Se o para-brisa estiver muito sujo, tente lavá-lo antes de sair com o carro. Areia e poeira pesada podem riscar o vidro se você acionar os limpadores.
  • Para ajudar na limpeza, muitos de motoristas usam detergente de cozinha no reservatório de água do lavador dom para-brisa. Este hábito deve ser evitado, pois o detergente de cozinha ataca a borracha, acelerando o ressecamento das palhetas. Use água pura ou produtos especiais para para-brisas, que tem a composição adequada para não prejudicar a borracha.
  • E o que você acha de dirigir com óculos escuros à noite? Perigoso não é? Que tal fazer isso em uma noite chuvosa ou com neblina? Não faz sentido, não é mesmo? Fica especialmente difícil enxergar pedestres, ciclistas, animais e buracos. Por isso, você deve pensar duas vezes se quiser instalar películas escuras no para-brisa. Lembre-se que a resolução 254 de 2007 do Contran determina que a transmissão luminosa do para brisa deve ser de pelo menos 75%, com ou sem película.
  • Por fim, fique atento a pequenas trincas no vidro. Elas devem ser reparadas assim que for possível. Este reparo previne que entre água ou poeira na trinca, e que ela aumente, prejudicando a visibilidade e podendo levar à quebra completa do vidro. Além disso, o conserto de trincas custa uma fração do preço de um para-brisa novo. E agora você pode fazer este serviço em toda a rede DPaschoal!