manutencao1 Prevenção

Manutenção preventiva já! (Parte I)

Oi Leitores!

Muita gente fala que o ano só começa depois do Carnaval aqui no Brasil, não é mesmo? Aliás, já passamos a Páscoa e a situação crítica de uma considerável parte dos veículos que estão circulando nas ruas ainda persiste: lâmpadas de sinalização queimadas, pneus carecas, faróis desregulados… E como está o seu carro?

Deixar sempre em dia a manutenção do veículo é fundamental para sua segurança. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, houve uma queda de 22% no número de acidentes registrados durante o Carnaval de 2012, em comparação com o mesmo período do ano passado. Ainda assim, foram registrados 3.300 acidentes nas rodovias do país. É um número assustador.

Com certeza, muitos acidentes poderiam ter sido evitados com a correta manutenção preventiva do carro. Logo mais temos outro feriado prolongado, um ótimo momento para pensar nisso com seriedade. Segundo o CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária), há uma série de cuidados básicos de manutenção que devem ser seguidos para melhorar a qualidade de vida no trânsito, tanto nas cidades quanto nas rodovias. Veja abaixo:

 

Itens de emergência e segurança

  • Triângulo, macaco e extintor: saiba a localização e confira o estado e a validade desses itens antes de precisar deles
  • Cintos de segurança: verifique o estado do cadarço (pode ocorrer o desprendimento de partículas devido à deterioração pelo sol). O cinto, quando não está sendo utilizado, deve ter seu fecho virado para a coluna do veículo e não para seu interior. Verifique se o fecho trava e libera o cinto facilmente. O cadarço deve correr livre durante o uso, porém deve travar em caso de um deslocamento forte, freada brusca e/ou trepidação excessiva do veículo. Em caso de colisão, efetue a troca de todo o conjunto (cinto, retrator e fecho);
  • Air bag: o sistema de air bag não necessita de manutenção, porém, caso a lâmpada-piloto do painel de instrumentos acenda, leve o veículo imediatamente a uma oficina especializada. A eficiência do air bag depende da utilização do cinto de segurança e da posição correta do banco.

 

Motor

  • Motor não foi feito para receber água. Para mantê-lo limpo, use um pano úmido.
  • Use combustível confiável e não acelere forte sem necessidade;
  • Troque o filtro de combustível a cada 10 mil km;
  • Verifique o nível de óleo e realize a troca, assim como do respectivo filtro, conforme recomendado;
  • Peça para inspecionarem e troque periodicamente o filtro de ar;
  • Verifique e complete o reservatório de água;
  • Fique atento ao período de troca da correia dentada do comando de distribuição de válvulas, pois a quebra com o motor funcionando pode causar um grande prejuízo, oito ou mais vezes o custo de realizar a troca no momento recomendado.

 

Não esqueça de sempre consultar um mecânico se o carro apresentar os seguintes sinais:

  • Não pega, engasga ou apaga irregularmente;
  • Consome mais combustível;
  • Perde potência ou torque;
  • Esquenta mais do que normal;
  • Nível de óleo do motor varia mais do que o normal;
  • Vaza óleo no chão da garagem;
  • Muda o odor dos gases de escape ou surge fumaça de cor diferente do normal (cinzenta azulada, preta ou branca);
  • Reservatório de água varia com frequência.

 

No próximo post sobre este assunto, continue acompanhando os cuidados básicos de manutenção do seu veículo.