Sampa Cultura

No coração de São Paulo

Hoje, 25 de Janeiro a cidade de São Paulo faz 458 anos! Por isso, vou falar um pouquinho dessa imensa cidade, principalmente da sua Zona Central.

São Paulo é a cidade mais populosa do continente americano e do hemisfério sul, e é uma das cidades mais influentes do mundo. Sua região metropolitana, junto com a região metropolitana de Campinas, formam a primeira macrópole do hemisfério sul, com 65 municípios e 12% da população Brasileira.

Por ser próxima do litoral, possui um clima úmido, que dá  vida ao carinhoso apelido “Cidade da Garoa”. Já seu nome foi dado na fundação de São Paulo em 1554 por causa do Apóstolo Paulo, como podemos ler em um trecho da carta escrita pelo padre José de Anchieta:

“A 25 de Janeiro do Ano do Senhor de 1554 celebramos, em paupérrima e estreitíssima casinha, a primeira missa, no dia da conversão do Apóstolo São Paulo e, por isso, a ele dedicamos nossa casa!”

A povoação de São Paulo começou com a construção do colégio jesuíta para a catequização dos índios, o Pateo do Collegio. Como a maioria das cidades antigas, não foi planejada, São Paulo cresceu em torno do Pateo do Collegio. Uma caminhada pelo centro e você poderá ver muitos pontos turísticos extremamente importantes para a história.  O Pateo do Collegio fica localizado atrás da Estação da Sé.

Sé é uma abreviatura de Sedes Episcopalis (Sede Episcopal), ou seja, toda região onde está localizada a principal igreja ou catedral de uma cidade é chamada de Sé. A estação da Sé é a estação central do metrô e a mais movimentada da cidade. A Praça da Sé foi palco de inúmeros acontecimentos históricos, como o movimento Diretas Já em 1984. Na praça da Sé, você poderá ver o Monumento do Marco Zero, representa o centro geográfico da cidade, de onde todas as medições de distancia são realizadas.

A Catedral Metropolitana de São Paulo, ou Catedral da Sé tem formato de cruz latina, em seus 111m de comprimento, 92 metro de altura, com capacidade para 8mil pessoas, isso a torna uma das maiores catedrais do mundo.

Próximo da Sé, temos o Parque Dom Pedro II, e é lá no Mercado Municipal (Mercadão), que encontramos o delicioso pão com mortadela, além de muitas frutas, vegetais, queijos…

No Largo do São Bento você pode visitar o Mosteiro de São Bento, marcado por sua arquitetura inspirada nas construções sacras alemãs e um relógio externo alemão considerado o mais preciso da cidade. Ele possui 40 monges enclausurados e é lá que o Papa fica em suas visitas a São Paulo.

No Largo São Bento também tem a Bolsa de valores de São Paulo (BOVESPA) e a famosa Rua 25 de março.

A Estação da Luz é a mais bonita de São Paulo, sua arquitetura foi inspirada na abadia de Westminter e sua coluna com o relógio é igualzinha ao Big Ben, ambos na Inglaterra.

Perto da Estação da Luz você pode conhecer vários pontos turísticos, como o Jardim da Luz, o Museu de Arte Sacra, a praça Princesa Isabel, Igrejas, Catedral e Mosteiro. Além da Pinacoteca do Estado, o museu com o maior acervo de arte do Brasil e ao seu lado a Sala São Paulo sede da Orquestra Sinfônica do Estado, com uma das melhores acústicas do mundo.

No Vale do Anhangabaú tem muitas coisas legais: a Biblioteca Municipal, o Viaduto do Chá, Rua Santa Ifigênia, o Edifício Itália, Teatro Municipal. E o famoso encontro da Av. Ipiranga com a Av. São João, narrado na música “Sampa” de Caetano Veloso.

O Edifício Itália é o segundo maior da cidade, com um restaurante na cobertura, o Terraço Itália de onde consegue ver toda a capital. O Theatro Municipal, foi inspirado na arquitetura francesa. Recebeu orquestras, teatros e óperas como Hamlet. Hoje é a sede da Orquestra Sinfônica Municipal, Balé da cidade, entre outros.

A Avenida Paulista, com 2,8km de extensão, talvez seja o cartão postal que melhor descreve São Paulo. Ela hospeda milhares de prédios e atrações. Passeando por lá você encontrará o Conjunto Nacional, o Parque Trianon, Instituto Pasteur, Colégio São Luís, a maioria dos consulados, a TV Gazeta, entre outros. Vale um destaque para a Casa das Rosas, que teve esse nome, pois seus jardins possuíam as mais belas rosas da cidade. Hoje, é um espaço de poesia que possui um acervo especializado; e o MASP (Museu de Artes de São Paulo), onde você vê obras de Monet, Rembrandt, Rafael, Botticceli, Renoir, Cezane, Van Gogh, entre outros gênios.

Aproveite o passeio e não esqueça de olhar ao seu redor, poderá encontrar vários restaurantes, pubs, shoppings, além de toda a pluralidade que a capital te oferece.