transito Cotidiano

5 dicas que você ainda não conhece para evitar o trânsito

Nas várias horas que você já passou dentro do carro, certamente já pensou em tudo para não ficar parado no congestionamento. Também já ouviu de tudo. A maioria das sugestões gira em torno de mudança de horário para evitar os momentos de pico ou usar rotas alternativas. São atitudes eficazes, claro, mas nem sempre possíveis, principalmente em cidades grandes onde o trânsito é quase o dia inteiro. Em São Paulo, por exemplo, cada habitante passa por dia uma média de 2 horas e 42 minutos no trânsito, segundo pesquisa feita pelo Ibope.

Aqui estão cinco dicas que dificilmente você conhece para fugir dos congestionamentos:

1) Evite acelerar demais
Parece contraditório pedir para você acelerar menos se a ideia é andar mais rápido. Mas correr em congestionamento apenas piora a situação. Quando estamos parados e o carro na frente começa a andar, instintivamente corremos o máximo que podemos para encostar nele. No entanto, estudos como o realizado pela universidade inglesa de Exeter mostram que, quanto mais você precisa frear bruscamente para não colidir com o carro da frente, mais o motorista que vem atrás precisa de tempo para frear. Isso cria uma bola de neve e prejudica toda a fila de automóvel. O ideal é acelerar apenas o necessário para seu veículo andar sem alcançar o carro à frente pelo maior tempo possível.

2) Dê passagem e não mude de faixa apenas quando estiver bem em cima de um bloqueio
Assim como a regra acima busca evitar freadas bruscas que causam o efeito “bola de neve” no trânsito, o mesmo vale na hora de dar passagem. Melhor do que acelerar para fechar os carros que querem entrar na sua faixa é deixar o trânsito fluir naturalmente. O mesmo vale quando a sua faixa de trânsito estiver com um bloqueio – como um carro quebrado. Não espere ficar em cima do obstáculo para trocar de faixa, mude antes e mantenha a fluidez sem fazer o seu carro e os outros frearem.

3) Fuja das vias expressas e da faixa da esquerda
As estradas e grandes artérias de trânsito possuem vias expressas que, teoricamente, são mais rápidas. O problema ocorre nos congestionamentos quando todos os motoristas, estressados pelo congestionamento, partem para o mesmo lugar tentando andar mais rápido. Quantas vezes você não viu a via expressa fluir mais lentamente do que a local? Fique longe dessas faixas em grandes congestionamentos e você chegará mais rápido.

4) Use a regra das paralelas de avenidas
Está parado em uma grande avenida de sua cidade? Há boas chances de que a primeira paralela à sua direita siga a mesma mão da direção que você está indo. Essa é uma regra clássica de urbanismo usada para ajudar a desafogar o trânsito das principais avenidas. Repare, toda grande avenida, quando tem uma rua paralela, possui a mesma mão. Aproveite para pegá-la e andar alguns quilômetros com menos congestionamento.

5) Consulte sites com análises de congestionamento em tempo real antes de sair na rua
Sites de notícias e órgão de trânsito dão notícias atualizadas sobre a situação das ruas. Sempre acesse um deles antes de sair de casa ou do trabalho. Você pode descobrir que ocorreram acidentes na avenida que você iria passar ou, o que seria ótimo, ficar sabendo que aquela rua sempre parada está livre.

Lembre-se: as cinco dicas acima não acabam com o problema do trânsito e nem asseguram que você dirija sem congestionamentos. Mas já ajudam em momentos mais críticos a chegar mais rápido. O que realmente melhora o trânsito é oferecer carona, usar transporte coletivo e evitar os horários de picos. Boa sorte!