sol Na estrada

A luz nossa de cada dia

Você já sabe que um dia de atividades ao ar livre pode irritar a pele com vermelhões e queimaduras, mas sabia que os olhos sofrem o trauma da mesma maneira?

Os responsáveis por isto são os raios ultravioleta e são classificados em A e B. O tipo A apresenta mesmo nível de irradiação durante o ano e o tipo B tem intensidade maior no verão, isto independente do céu estar claro ou coberto de nuvens. A dose de radiação que chega à superfície terrestre sofre aumento de nível entre 10h00 e 16h00.

Trilhas off-road, expedições e qualquer atividade ao ar livre devem ser acompanhadas de protetor solar em qualquer tempo. Seus olhos também precisam de óculos que bloqueiam a passagem de raios UV, para receberem a mesma proteção dispensada à pele.

Um bom chapéu também é extremamente recomendado e além destes itens escolha roupas que absorvem o UV, sem elas, os raios refletem no tecido e são devolvidos ao rosto e aos olhos, intensificando a exposição à radiação.

Beira de praia, piscina, montanhas e amplos desertos são perigosos durante o dia. O problema não é o incomodo momentâneo com a irritação na pele e o cansaço “na vista”, o pior pode vir com o passar dos anos: câncer de pele, glaucoma, catarata entre tantas outras doenças que você pode conhecer perguntando ao seu médico.

Se você deseja repensar sobre o assunto marque uma consulta com seu dermatologista e oftalmologista, escolha o protetor solar adequado à sua pele e um bom óculos de sol.

Pra concluir, saiba que aproximadamente 80% das pessoas nunca tomou qualquer cuidado em proteger os olhos contra os raios ultravioleta. Se você é parte deste contingente, e não está acostumado a usar óculos, melhor começar a mudar de ideia.