destaque delas Segurança

Minha primeira batida

Pois é, acreditem se quiser, com menos de 6 meses de carro novo, já tive a experiência da primeira batida. Eu já tinha passado por outras situações como esta, mas nunca com o MEU carro, pago com meu rico dinheirinho. É diferente!

Eu estava entrando em uma via quando bateram na traseira do meu carro, assim de repente, sem que eu tivesse freado bruscamente. Depois dos segundos de susto, saí do carro toda chorosa para ver o estrago.  Para minha sorte, não foi nada tão grave, apenas quebrou uma parte do meu pára-choque de plástico.

Como o carro não foi tão danificado, o motorista que bateu decidiu não acionar o seguro e pediu que eu fizesse um orçamento do conserto que ele depositaria o valor. Orçamento feito e depósito realizado, meu carro já está novinho em folha de volta às ruas.

Se envolver em um acidente, sempre é ruim, mas se ninguém se machuca e o responsável assume a culpa e paga o prejuízo, o trauma passa. Que bom seria se todas as pessoas fossem tão responsáveis quanto o sujeito que bateu no meu carro.

Pensando na batida, lembrei o quanto é importante ter um seguro. Comprar um carro e não fazer seguro é como jogar dinheiro no lixo. O risco é muito grande!

Na hora de escolher o seguro, lembre-se de pesquisar bastante. Em muitos casos, as garotas pagam 30% a menos, pois de acordo com as estatísticas nós somos mais cuidadosas e nos envolvemos menos em acidentes.  Claro que outros fatores também influenciam no preço: como idade do motorista, modelo do carro, percurso a ser feito, se o carro fica estacionado na garagem ou na rua, entre outros.

Por isso, se informe bastante! Às vezes o seguro pode ser determinante até na escolha do modelo do veículo.